Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Cientistas chineses cultivam muda de algodão na Lua

Cientistas chineses em missão na Lua plantaram sementes de algodão na sonda Yutu 2. É a primeira vez que uma planta cresce estando no satélite. A informação é da CNN.

O objetivo do experimento era constatar se é possível que plantas cresçam em um ambiente de baixa gravidade e com fortes índices de radiação. “Essa missão conquistou o primeiro experimento biológico na Lua em toda a História”, disse Xie Gengxin, reitor da Universidade de Chongqing. “Com o passar do tempo, vai ser a primeira planta com folhas verdes na Lua”, completou.

Fonte: CNN/Reprodução

Além das sementes de algodão, os astronautas vão tentar cultivar mudas de Colza e Arabidopsis thaliana, além de batatas e de ovos de moscas frutíferas.

A missão Chang’e 4 pousou no lado escuro da Lua em 3 de janeiro, com o objetivo de realizar uma série de experimentos, como a busca por água nos polos lunares e uma experiência envolvendo baixas frequências.

O lado oculto da Lua permaneceu inexplorado por muito tempo dada a dificuldade em conseguir um pouso em sua superfície, uma vez que, daqui da Terra, é impossível se comunicar diretamente, pois o lado oculto nunca está virado para o planeta. Para realizar a missão, a China colocou um satélite próximo da Lua em maio de 2018, possibilitando assim a comunicação.

Com o sucesso dessa missão, a China se consolida como uma grande potência do espaço, juntamente com EUA, União Europeia e Rússia. “Há muito de geopolítica e astropolítica nisso, não é apenas uma missão científica, é tudo sobre a ascensão da China como uma superpotência”, diz Malcolm Davis, analista sênior de defesa do Instituto Australiano de Política Estratégica.

Gostou? Curta a Pagina da Rádio Positiva no Facebook  clicando aqui.

Fonte/Reprodução

Deixe seu comentário: